Madeira tratada contra pragas ajuda a evitar a invasão. Mas é sempre bom ficar de olho nos cantos da casa. Se encontrar algum sinal, um túnel, um buraco no armário, é hora de procurar ajuda.
Uma praga que tem origem debaixo da terra está se espalhando pelas cidades e levando prejuízos a milhões de pessoas. E ninguém está totalmente protegido contra ela.
Uma árvore grande raramente cai por culpa da tempestade ou do vento forte. A ameaça que enfraquece a raiz e o tronco é quase invisível: o cupim subterrâneo, uma espécie asiática que entrou no Brasil pelo porto do Rio de Janeiro por volta de 1920.
Eles gostaram do clima, não encontraram predadores na cidade, viraram praga. Inimigos públicos que ameaçam residências, bibliotecas, centros de pesquisa e o patrimônio histórico.

 Várias obras de Portinari viraram comida de cupim. Qualquer lugar com madeira ou papel pode ser alvo.
Esse tipo de cupim raramente mora na casa que destrói. Ele precisa de terra e de umidade para fazer o ninho. Por isso, a colônia normalmente fica debaixo das fundações, em árvores, jardins e praças que podem ficar a 100 metros de distância.
Basta um casal encontrar um bom lugar para um ninho e começar a se reproduzir. Em cinco ou seis anos, um milhão de cupins saem em busca de comida. Eles escavam túneis na terra e quando escolhem um prédio, contornam o concreto até achar uma passagem.
"Ele não come concreto, ele não desgasta o concreto, porque é muito duro, ele não conseguiria fazer isso. Ele procura madeira e ele vai usar os espaços que existem na alvenaria para se deslocar dentro de uma edificação. O espaço para o encanamento na alvenaria é uma avenida para eles passarem de um andar para o outro no caso de um prédio", explicou o biólogo Sérgio Brazolin.
Numa casa, quando o dono abriu o armário, o estrago estava feito. Os cupins subterrâneos deixam pistas quando vão de um lugar para o outro. Eles só andam por túneis.
"Perde muita água. Ele precisa dessa condição fechada para sobreviver do ponto de vista de manutenção de umidade do corpo", destacou o biólogo Gonzalo Lopes.
Madeira tratada contra pragas ajud
a a evitar a invasão. Mas é sempre bom ficar de olho nos cantos da casa. Se encontrar algum sinal, um túnel, um buraco no armário, é hora de procurar ajuda."Os produtos que nós temos disponíveis para o consumidor utilizar não surtem grandes efeitos psra essas infestações maciças de cupim subterrâneo. Aí tem que ser uma empresa especializada mesmo para fazer o controle", orientou o biólogo Sérgio Bocalini.

Fonte: globo.com.br

S5 Box

REDES SOCIAIS

 

Siga-nos nas redes sociais e fique por dentro das novidades, promoções e vantagens que a Inset Sul oferece aos seus clientes online.

 
 

 

CONTATE A INSET SUL

 

ATENDEMOS TODA A REGIÃO SUL FLUMINENSE:

ANGRA DOS REIS - BARRA DO PIRAÍ - BARRA MANSA - PIRAÍ - VALENÇA - VOLTA REDONDA - RIO DAS FLORES - PARATY - ITATIAIA -PINHEIRAL -  PORTO REAL - QUATIS - RESENDE - RIO CLARO - ENGENHO PAULO DE FRONTIN - MENDES - IPIABAS - VASSOURAS - MIGUEL PEREIRA - PARACAMBI - PATY DO ALFERES - TRÊS RIOS - PARAÍBA DO SUL - AREAL - LEVY GASPARIAN - SAPUCAIA - CONSERVATÓRIA - LÍDICE - PETRÓPOLIS

(24) 3337-6188 | 3345-8764
WhatsApp (24) 98848-7237

 

Visite-nos...

Simulador de Preço

 

Faça uma simulação para ver qual será o valor aproximado do seu serviço.
Ou solicite um orçamento específico.

Verificar Preço...